Top 10 jogos mais emocionantes do Campeonato Brasileiro 2012 | DiBico E.C

Top 10 jogos mais emocionantes do Campeonato Brasileiro 2012

out
23

em Tops • 2012

Neste final de semana acompanhamos o melhor jogo do Campeonato Brasileiro de 2012. Mesmo não sendo a final da competição que, infelizmente, não tem mata-mata, o duelo entre o líder e vice líder teve ingredientes de decisão antes, durante e depois.

Por causa disso resolvemos relembrar  os melhores jogos do Campeonato Brasileiro deste ano e fazer o Top 10 com esses confrontos.

Concorda? Discorda? Colocaria outra partida aqui? Comente, cornete e desabafe. Vá ser feliz. Sabemos que aconteceram vários outros jogos emocionantes, mas não dá para colocar todos, afinal, é um Top 10.

Atlético 3 X 2 Fluminense

O primeiro jogo da lista não poderia ser outro. Atlético e Fluminense protagonizaram uma partida épica cheia de reviravoltas. O Fluminense, que é o atual líder do campeonato, foi a Belo Horizonte disposto a manter os 9 pontos de vantagem, preterindo o ataque em prol da defesa e se restringindo aos contra-ataques.

Primeiro, o juiz anulou (corretamente) o gol atleticano no primeiro tempo, em cobrança de falta de Ronaldinho Gaúcho. O que causou furia na torcida atleticana, ocasionando um clima de guerra no Independência. Sem nada a ver com isso, Wellington Nem marcou após um contra-ataque genial do Tricolor.

Apesar da diferença no marcador, o Galo não se intimidou, continuou melhor na partida, mandou 3 bolas na trave e virou o confronto. Quando tudo parecia que já tinha se definido, eis que surge o matador e artilheiro do Campeonato Brasileiro. Fred marcou o seu 16º gol na competição e calou os atleticanos.

Porém, nada estava definido. O Galo foi guerreiro, acreditou até o fim e foi atrás do desempate. Nos últimos segundos, Ronaldinho Gaúcho achou Leonardo Silva dentro da área e deu números finais ao jogo.

3 a 2. Craques se destacando; clima tenso no estádio e polêmica com arbitragem. Como disse antes, todos os ingredientes para um grande clássico estavam diluídos no caldeirão de Belo Horizonte.

Figueirense 3 X 4 Atlético

Mais um jogo envolvendo o Atlético. Fazer o quê, se o clube gosta de emoção até o final?

O Galo foi a Santa Catarina como líder do Campeonato Brasileiro, enquanto o time da casa era apenas o 15º para disputar a 9ª partida da competição.

Mesmo a apenas duas posições da zona do rebaixamento, o Figueirense estava empolgado devido a estreia da sua maior contratação, o uruguaio Loco Abreu.

O Galo inaugurou o placar com Ronaldinho Gaúcho – que fez o seu segundo gol com a camisa atleticana – em cobrança de pênalti. Ainda no final do primeiro tempo, o Figueirense empatou e virou a partida, com Loco Abreu dando brilhante assistência para Júlio Cesar.

Na volta do intervalo, o time catarinense ainda aumentou a diferença, marcando com Ronny de fora da área. Quando tudo parecia definido, Loco Abreu pediu para sair, alegando cansaço físico e o Galo foi para frente. Aos 19 minutos, Leonardo Silva, mais uma vez decisivo, marcou de cabeça e diminuiu o prejuízo. E em menos de 15 minutos o Galo virou a partida, com Guilherme, que havia entrado no segundo tempo. Brilhante vitória.

Botafogo 3 X 2 Vasco

Muitos clássicos regionais são bons apenas por serem clássicos. Várias vezes a questão técnica fica de lado para dar passagem a emoção de conseguir vencer o rival. Um simples e morno 0 a 0 ou 1 a 0, para quem está na torcida parece que foi um jogaço. Não foi o caso de Botafogo e Vasco pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Tudo bem que o público foi aquém de um clássico, mas isso não tem nada a ver com o que aconteceu no campo.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, Carlos Alberto aproveitou cruzamento de Éder Luis e marcou o primeiro da partida de letra. 5 minutos depois, o Botafogo empatou com Elkeson de cabeça. Logo em seguida o Vasco desempatou, novamente com Carlos Alberto.

O jogo foi para o intervalo e, quando voltou, o Botafogo buscou muito mais o empate do que o Vasco tentou ampliar a diferença. Depois de algumas mudanças promovidas por Osvaldo de Oliveira, o jovem Bruno Mendes empatou a partida aos 30 minutos.

Então, o time do Botafogo se empolgou, foi para cima com tudo e conseguiu a virada aos 47 minutos, novamente marcando com Bruno Mendes. Sensacional.

Botafogo 2 X 3 Cruzeiro

Grandes viradas são sempre boas de serem assistidas e por isso merecem destaque aqui.

O Botafogo recebeu o Cruzeiro pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, querendo engrenar de vez no Brasileirão e imendar a 3ª vitória consecutiva e se isolar na liderança. Tudo se encaminhava para isso, pois o Botafogo ganhava por 2 a 0 do Cruzeiro, que ainda nem havia vencido na competição.

Depois que a situação estava complicada, Celso Roth decidiu mudar o time, tirando Marcelo Oliveira e Tinga, colocando Éverton e Anselmo Ramon. As mudanças surtiram efeito e em menos de 10 minutos o time visitante virou a partida e ganhou por 3 a 2.

Flamengo 0 X 1 Fluminense

Um jogo emocionante não precisa de muitos gols para ser emocionante. As vezes, menos pode ser mais.

Um Fla-Flu, na maioria das vezes, é sinônimo de emoção garantida.

No jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense abriu o placar aos 17 minutos, após um genial passe de Deco e uma conclusão excepcional de Fred.

Depois do gol, o jogo que era lá e cá passou a ser todo a favor do Flamengo, devido ao recuo do Fluminense para garantir os 3 pontos com a vantagem mínima.

Mesmo com o rubronegro sendo melhor na partida, ele não conseguia vencer o paredão chamado Diego Cavalieri, que defendeu, inclusive, um pênalti de Botinelli. Naquele dia, o goleiro estava pegando até pensamento.

O jogo ficou dramático no segundo tempo, com o Flamengo tentando empatar a partida, mas sem sucesso.

Atlético 3 X 2 Botafogo

Atlético e Botafogo se enfrentaram pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em campo, uma rivalidade apimentada nos últimos anos, dois craques internacionais e dois times que faziam boas campanhas: o Galo era o líder com 39 pontos, enquanto o clube da estrela solitária o 6º com 12 pontos a menos.

Quando a partida começou ninguém esperava tantas reviravoltas. O time visitante inaugurou o marcador com Andrezinho. 6 minutos depois, o time da casa empatou e no início do segundo tempo virou.

Seedorf e Ronaldinho Gaúcho jogavam muito, mas a partida ficou estagnada até os os 35 minutos do segundo tempo, quando Andrezinho marcou o seu segundo gol na partida.

O confronto se encaminhava para um empate com dois gols para cada lado, até que Neto Berola, que havia entrado no segundo tempo, recebeu lindo passe de Carlos César e deu números finais ao confronto, faltando apenas 2 minutos para o fim.

Fluminense 2 X 1 Ponte Preta

Sim, o jogo foi polêmico. Sim, o resultado foi questionável. Mas não há como negar que foi bem emocionante.

Logo no primeiro minuto de jogo, a Ponte Preta marcou com Luan, em um chute de fora da área. Em seguida, O Fluminense passou a errar gol atrás de gol e a complicar um jogo que, teoricamente, era bem fácil. Afinal, era o líder do campeonato enfrentando o 15º.

O jogo parecia que iria terminar em zebra, pois a bola simplesmente não queria entrar no gol de Edson Bastos. Até que Wendel, da Ponte Preta, foi corretamente expulso pelo juiz da partida. O tricolor se animou ainda mais, foi com tudo para cima e recebeu um pênalti bem questionável. Fred bateu e converteu.

Após o empate, o Fluminense continuou desperdiçando boas oportunidades e o jogo começou a ficar dramático. Faltando 2 minutos para o fim da partida, Nielson Nogueira Dias marcou uma falta a favor do Fluminense que, claramente, não aconteceu ou deveria ser em prol da Ponte Preta. Wagner cobrou, Gum cabeceou e o time carioca virou, permanecendo na liderança. Dramático e emocionante, mas bem questionável.

Náutico 3 X 4 Coritiba

Pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Coritiba foi ao Aflitos e protagonizou um jogo com 7 gols, que o fez sair da zona do rebaixamento.

Quem começou na frente foi o Timbu, com Souza, aos 13 do primeiro tempo. 2 minutos depois, o Coxa empatou e logo em seguida o Náuticou desempatou.

Tudo muito rápido e confuso, não é mesmo? Resumidamente, o jogo foi para o intervalo com o placar de Náutico 2 X 1 Coritiba. Logo no primeiro minuto da etapa complementar, Leonardo empatou novamente a partida. 10 minutos depois, ele mesmo virou. Aos 32 Pereira ampliou a vantagem do time paranaense.

Mas nem tudo estava perdido e aos 40 minutos, Rico, do Náutico, diminuiu a diferença. Em seguida, o time da casa ameaçou uma reação e um novo empate, que não aconteceu pois já não havia mais tempo.

Internacional 2 X 3 Figueirense

Já disse anteriormente, grandes viradas têm espaço especial aqui. E essa vitória do Figueirense foi uma das mais improváveis e marcantes de todo o campeonato.

O todo poderoso elenco colorado vencia o praticamente já rebaixado Figueirense em dois momentos do jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, cedeu a virada e perdeu o duelo.

Primeiro, Dagoberto abriu o marcador com um belo gol. No final do primeiro tempo, Aloísio empatou da mesma maneira.

No segundo tempo, o Inter desempatou o jogo com Rafael Moura. Porém, enganou-se quem pensou que a partida já estava definida. Aos 42 e 44 minutos o time catarinense conseguiu a virada e a vitória para dar um ânimo a mais na luta contra o rebaixamento.


Santos 3 X 2 Corinthians

Um clássico paulista para fechar a lista. Mais um jogo recheado com vários ingredientes para transforma-lo em bastante emocionante: clássico regional, virada, muitos gols e polêmica.

O Corinthians até que saiu na frente com o gol de Danilo, mas o Santos virou com 2 de André, sendo que em um deles aconteceu um dos erros de arbitragem mais absurdos do campeonato: simplesmente 3 erros de impedimento em um mesmo lance.

No segundo tempo, Martinez, que havia entrado no lugar justamente de Danilo, marcou para o Corinthians, empatando o jogo novamente, aos 35 minutos.

Quando parecia que o Corinthians iria buscar uma virada histórica, Bruno Rodrigo tratou de desanimar a fiel e mandou uma cabeçada certeira no canto do gol de Cássio, desempatando o clássico. Vitória emocionante do time da Vila.

 

Neste final de semana acompanhamos o melhor jogo do Campeonato Brasileiro de 2012. Mesmo não sendo a final da competição que, infelizmente, não tem mata-mata, o duelo entre o líder e vice líder teve ingredientes de decisão antes, durante e depois.

Por causa disso resolvemos relembrar  os melhores jogos do Campeonato Brasileiro deste ano e fazer o Top 10 com esses confrontos.

Concorda? Discorda? Colocaria outra partida aqui? Comente, cornete e desabafe. Vá ser feliz. Sabemos que aconteceram vários outros jogos emocionantes, mas não dá para colocar todos, afinal, é um Top 10.

Atlético 3 X 2 Fluminense

O primeiro jogo da lista não poderia ser outro. Atlético e Fluminense protagonizaram uma partida épica cheia de reviravoltas. O Fluminense, que é o atual líder do campeonato, foi a Belo Horizonte disposto a manter os 9 pontos de vantagem, preterindo o ataque em prol da defesa e se restringindo aos contra-ataques.

Primeiro, o juiz anulou (corretamente) o gol atleticano no primeiro tempo, em cobrança de falta de Ronaldinho Gaúcho. O que causou furia na torcida atleticana, ocasionando um clima de guerra no Independência. Sem nada a ver com isso, Wellington Nem marcou após um contra-ataque genial do Tricolor.

Apesar da diferença no marcador, o Galo não se intimidou, continuou melhor na partida, mandou 3 bolas na trave e virou o confronto. Quando tudo parecia que já tinha se definido, eis que surge o matador e artilheiro do Campeonato Brasileiro. Fred marcou o seu 16º gol na competição e calou os atleticanos.

Porém, nada estava definido. O Galo foi guerreiro, acreditou até o fim e foi atrás do desempate. Nos últimos segundos, Ronaldinho Gaúcho achou Leonardo Silva dentro da área e deu números finais ao jogo.

3 a 2. Craques se destacando; clima tenso no estádio e polêmica com arbitragem. Como disse antes, todos os ingredientes para um grande clássico estavam diluídos no caldeirão de Belo Horizonte.

Figueirense 3 X 4 Atlético

Mais um jogo envolvendo o Atlético. Fazer o quê, se o clube gosta de emoção até o final?

O Galo foi a Santa Catarina como líder do Campeonato Brasileiro, enquanto o time da casa era apenas o 15º para disputar a 9ª partida da competição.

Mesmo a apenas duas posições da zona do rebaixamento, o Figueirense estava empolgado devido a estreia da sua maior contratação, o uruguaio Loco Abreu.

O Galo inaugurou o placar com Ronaldinho Gaúcho – que fez o seu segundo gol com a camisa atleticana – em cobrança de pênalti. Ainda no final do primeiro tempo, o Figueirense empatou e virou a partida, com Loco Abreu dando brilhante assistência para Júlio Cesar.

Na volta do intervalo, o time catarinense ainda aumentou a diferença, marcando com Ronny de fora da área. Quando tudo parecia definido, Loco Abreu pediu para sair, alegando cansaço físico e o Galo foi para frente. Aos 19 minutos, Leonardo Silva, mais uma vez decisivo, marcou de cabeça e diminuiu o prejuízo. E em menos de 15 minutos o Galo virou a partida, com Guilherme, que havia entrado no segundo tempo. Brilhante vitória.

Botafogo 3 X 2 Vasco

Muitos clássicos regionais são bons apenas por serem clássicos. Várias vezes a questão técnica fica de lado para dar passagem a emoção de conseguir vencer o rival. Um simples e morno 0 a 0 ou 1 a 0, para quem está na torcida parece que foi um jogaço. Não foi o caso de Botafogo e Vasco pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Tudo bem que o público foi aquém de um clássico, mas isso não tem nada a ver com o que aconteceu no campo.

Aos 24 minutos do primeiro tempo, Carlos Alberto aproveitou cruzamento de Éder Luis e marcou o primeiro da partida de letra. 5 minutos depois, o Botafogo empatou com Elkeson de cabeça. Logo em seguida o Vasco desempatou, novamente com Carlos Alberto.

O jogo foi para o intervalo e, quando voltou, o Botafogo buscou muito mais o empate do que o Vasco tentou ampliar a diferença. Depois de algumas mudanças promovidas por Osvaldo de Oliveira, o jovem Bruno Mendes empatou a partida aos 30 minutos.

Então, o time do Botafogo se empolgou, foi para cima com tudo e conseguiu a virada aos 47 minutos, novamente marcando com Bruno Mendes. Sensacional.

Botafogo 2 X 3 Cruzeiro

Grandes viradas são sempre boas de serem assistidas e por isso merecem destaque aqui.

O Botafogo recebeu o Cruzeiro pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro, querendo engrenar de vez no Brasileirão e imendar a 3ª vitória consecutiva e se isolar na liderança. Tudo se encaminhava para isso, pois o Botafogo ganhava por 2 a 0 do Cruzeiro, que ainda nem havia vencido na competição.

Depois que a situação estava complicada, Celso Roth decidiu mudar o time, tirando Marcelo Oliveira e Tinga, colocando Éverton e Anselmo Ramon. As mudanças surtiram efeito e em menos de 10 minutos o time visitante virou a partida e ganhou por 3 a 2.

Flamengo 0 X 1 Fluminense

Um jogo emocionante não precisa de muitos gols para ser emocionante. As vezes, menos pode ser mais.

Um Fla-Flu, na maioria das vezes, é sinônimo de emoção garantida.

No jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense abriu o placar aos 17 minutos, após um genial passe de Deco e uma conclusão excepcional de Fred.

Depois do gol, o jogo que era lá e cá passou a ser todo a favor do Flamengo, devido ao recuo do Fluminense para garantir os 3 pontos com a vantagem mínima.

Mesmo com o rubronegro sendo melhor na partida, ele não conseguia vencer o paredão chamado Diego Cavalieri, que defendeu, inclusive, um pênalti de Botinelli. Naquele dia, o goleiro estava pegando até pensamento.

O jogo ficou dramático no segundo tempo, com o Flamengo tentando empatar a partida, mas sem sucesso.

Atlético 3 X 2 Botafogo

Atlético e Botafogo se enfrentaram pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em campo, uma rivalidade apimentada nos últimos anos, dois craques internacionais e dois times que faziam boas campanhas: o Galo era o líder com 39 pontos, enquanto o clube da estrela solitária o 6º com 12 pontos a menos.

Quando a partida começou ninguém esperava tantas reviravoltas. O time visitante inaugurou o marcador com Andrezinho. 6 minutos depois, o time da casa empatou e no início do segundo tempo virou.

Seedorf e Ronaldinho Gaúcho jogavam muito, mas a partida ficou estagnada até os os 35 minutos do segundo tempo, quando Andrezinho marcou o seu segundo gol na partida.

O confronto se encaminhava para um empate com dois gols para cada lado, até que Neto Berola, que havia entrado no segundo tempo, recebeu lindo passe de Carlos César e deu números finais ao confronto, faltando apenas 2 minutos para o fim.

Fluminense 2 X 1 Ponte Preta

Sim, o jogo foi polêmico. Sim, o resultado foi questionável. Mas não há como negar que foi bem emocionante.

Logo no primeiro minuto de jogo, a Ponte Preta marcou com Luan, em um chute de fora da área. Em seguida, O Fluminense passou a errar gol atrás de gol e a complicar um jogo que, teoricamente, era bem fácil. Afinal, era o líder do campeonato enfrentando o 15º.

O jogo parecia que iria terminar em zebra, pois a bola simplesmente não queria entrar no gol de Edson Bastos. Até que Wendel, da Ponte Preta, foi corretamente expulso pelo juiz da partida. O tricolor se animou ainda mais, foi com tudo para cima e recebeu um pênalti bem questionável. Fred bateu e converteu.

Após o empate, o Fluminense continuou desperdiçando boas oportunidades e o jogo começou a ficar dramático. Faltando 2 minutos para o fim da partida, Nielson Nogueira Dias marcou uma falta a favor do Fluminense que, claramente, não aconteceu ou deveria ser em prol da Ponte Preta. Wagner cobrou, Gum cabeceou e o time carioca virou, permanecendo na liderança. Dramático e emocionante, mas bem questionável.

Náutico 3 X 4 Coritiba

Pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Coritiba foi ao Aflitos e protagonizou um jogo com 7 gols, que o fez sair da zona do rebaixamento.

Quem começou na frente foi o Timbu, com Souza, aos 13 do primeiro tempo. 2 minutos depois, o Coxa empatou e logo em seguida o Náuticou desempatou.

Tudo muito rápido e confuso, não é mesmo? Resumidamente, o jogo foi para o intervalo com o placar de Náutico 2 X 1 Coritiba. Logo no primeiro minuto da etapa complementar, Leonardo empatou novamente a partida. 10 minutos depois, ele mesmo virou. Aos 32 Pereira ampliou a vantagem do time paranaense.

Mas nem tudo estava perdido e aos 40 minutos, Rico, do Náutico, diminuiu a diferença. Em seguida, o time da casa ameaçou uma reação e um novo empate, que não aconteceu pois já não havia mais tempo.

Internacional 2 X 3 Figueirense

Já disse anteriormente, grandes viradas têm espaço especial aqui. E essa vitória do Figueirense foi uma das mais improváveis e marcantes de todo o campeonato.

O todo poderoso elenco colorado vencia o praticamente já rebaixado Figueirense em dois momentos do jogo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo assim, cedeu a virada e perdeu o duelo.

Primeiro, Dagoberto abriu o marcador com um belo gol. No final do primeiro tempo, Aloísio empatou da mesma maneira.

No segundo tempo, o Inter desempatou o jogo com Rafael Moura. Porém, enganou-se quem pensou que a partida já estava definida. Aos 42 e 44 minutos o time catarinense conseguiu a virada e a vitória para dar um ânimo a mais na luta contra o rebaixamento.


Santos 3 X 2 Corinthians

Um clássico paulista para fechar a lista. Mais um jogo recheado com vários ingredientes para transforma-lo em bastante emocionante: clássico regional, virada, muitos gols e polêmica.

O Corinthians até que saiu na frente com o gol de Danilo, mas o Santos virou com 2 de André, sendo que em um deles aconteceu um dos erros de arbitragem mais absurdos do campeonato: simplesmente 3 erros de impedimento em um mesmo lance.

No segundo tempo, Martinez, que havia entrado no lugar justamente de Danilo, marcou para o Corinthians, empatando o jogo novamente, aos 35 minutos.

Quando parecia que o Corinthians iria buscar uma virada histórica, Bruno Rodrigo tratou de desanimar a fiel e mandou uma cabeçada certeira no canto do gol de Cássio, desempatando o clássico. Vitória emocionante do time da Vila.

 

 
Data Time Soluções em Informática