Top 10 Mascotes das Olimpíadas | DiBico E.C

Top 10 Mascotes das Olimpíadas

jul
17

em Tops • 2012

Os mascotes dos jogos olímpicos de Londres já estão definidos há quase 4 anos. Wenlock e Mandeville serão os simpáticos representantes das Olimpíadas de 2012. Conheça um pouco mais sobre cada mascote desde 1972. Já teve cada coisa bizarra.

Munique 1972

 

Cachorro Waldi, mascote Olimpíadas de Munique 1972


O Cachorro Waldi foi o primeiro mascote oficial de Olimpíadas. Trata-se de um cachorro da raça Dachshund, popular na Alemanha. Na verdade o cachorrinho não passa de um Basset-linguiça. A ideia era representar atributos dos atletas, como: resistência, tenacidade e agilidade.

Durante os Jogos, o “Massacre de Munique”, uma lamentável tragédia em que Palestinos mataram 11 Israelenses reféns ganhou o noticiário mundial. Houveram muitas manifestações para suspender os jogos, mas as Olimpíadas foram realizadas normalmente.

Montreal 1976

Amik, castor Mascote das Olimpíadas de Montreal 1976.

O esquisito mascote escolhido para as Olimpíadas de 1976 foi o castor, animal nativo do Canadá e que representa o trabalho árduo. Ele foi batizado de Amik. O bichano é uma mistura de coelho-lebre-esquilo-chinchila.

Moscou 1980

Urso Misha, famoso mascote das Olimpíadas de Moscou 1980

O animal escolhido em 1980, o urso, é o símbolo da Rússia. O urso Misha é ainda hoje o mascote mais conhecido do mundo e ganhou a simpatia de todos. “Misha” é um apelido do nome Mikhail (que em português significa Miguel). Na verdade, foi o único mascote a ter nome completo: Mikhail Potapitch Toptygin. Foram formados mosaicos com a imagem de Misha nas arquibancadas dos espetáculos de abertura e encerramento dos jogos.  A cena mais marcante e emocionante foi quando uma lágrima escorreu nos olhos de Misha, fazendo com que ele parecesse chorar pelo encerramento das Olimpíadas.(Obs: não tem como escrever esses fatos sem ficar muito meigo, ou melhor, gay).


Los Angeles 1984

O mascote Sam é uma águia , ave símbolo dos Estados UnidosEle também faz referência ao nome do Tio Sam , outro ícone americano. O mascote foi desenhado por Bob Moore, um artista da Disney.

A China, uma das atuais potências e líderes do esporte mundial, participou em Los Angeles de sua primeira Olimpíadas.

Sam, mascote das Olimpíadas de Los Angeles 1984

Seul 1988

Hodori e Hosuni foram os mascotes de Seul, na Coréia do Sul, em 1988. Hodori era um tigre macho, e Hosuni, uma fêmea. Embora seja um casal de mascotes, quando procuramos materiais das Olimpíadas de Seul, apenas Hodori, o tigre macho, é destacado.

Um dos fatos mais marcantes da história dos Jogos Olímpicos foi o dopping do corredor canadense Ben Johnson. Ele foi o grande destaque da competição, ganhando a medalha de ouro e o recorde mundial na prova dos 100 metros rasos. Mas seus títulos foram cassados após descobrirem que ele fazia o uso de substâncias anabolizantes. Uma decepção para os amantes do esporte.


 

Barcelona 1992

 

Cobi, mascote das Olimpíadas de Barcelona 1992

Cobi, o mascote das Olimpíadas de Barcelona 1992, é um Pastor Catalão desenhado em estilo cubista inspirado na interpretação de Picasso. Ele foi desenhado por Javier Mariscal. Seu nome não foi nada criativo, pois foi uma alusão à sigla do Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de Barcelona (Coob), dando origem a Cobi.

O animalzinho esquisito foi bastante explorado pelas propagandas durante os Jogos, sendo protagonista de marcas como Coca-Cola, Brother Industries e Danone. Cobi estrelou também uma série na TV, o “Cobi e sua turma“. Segundo o Comitê Olímpico Internacional, Cobi foi junto ao urso Misha (Moscou 1980) um dos mascotes mais populares do mundo.

Atlanta 1996

Mascote Izzy.

O mascote Izzy das Olimpíadas de Atlanta de 1996 foi um fracasso do início ao fim. Primeiro, ele foi apresentado ao público no final da Olimpíada anterior em 1992 batizado de Whatizit. O nome surgiu a partir da pergunta “What is it?” porque ninguém, até mesmo os organizadores, sabia o que ele era. Enquanto praticamente todos os outros mascotes do mundo eram baseados em animais dos países sedes, o Izzy era um amorfo. Ou seja, uma figura fantasiada concebida por um computador. Obviamente, a recepção ao mascote não foi nada boa. A organização tentou fazer algumas alterações nele, mesmo assim, o sucesso foi pífio.

Izzy ganhou ate um joguinho de video game.

Sydney 2000

Mascotes australianos Ollie, Syd e Millie.

Se você achava que o mascote das Olimpíadas de Sidney seria um canguru, se deu mal. Os animais escolhidos foram um ornitorrinco, uma equidna e uma kookaburra. Os animais receberam os simpáticos nomes de  Syd, Millie e Olly.

Syd é o ornitorrinco e parece ser o chefe do grupo. Seu nome foi idealizado a partir do nome da cidade sede dos jogos olímpicos (Sidney). Ele representa o espírito de competição, força do desporto e o ânimo dos competidores.

Millie é uma equidna (um animal típico da Austrália que parece um porco-espinho). Ela foi criada para representar uma mulher moderna e suas principais características são a inteligência e a criatividade. Seu nome é originado da palavra “milênio”, fazendo alusão, claro, ao fato das Olimpíadas de Sidney serem as últimas do segundo milênio.

Por fim, Olly é uma kookaburra. Seu nome não veio de “Onde está Wally” ou daquela manobra de skate, e sim da palavra “Olimpíada”. Ela representa a amizade, a variedade de culturas, o companheirismo e o espírito olímpico.

Os organizadores conseguiram um grande feito transformando animais tão feios em mascotes simpáticos.

Athenas 2004

 

Essas coisas esquisitas batizadas de Athena e Phevos foram os mascotes da Olimpíadas de Atenas e são um casal de irmãos. Eles parecem desenhos de crianças do maternal, mas, na verdade, foram inspirados em bonecos de argila encontrados durante escavações na Grécia. Os irmãos representam os deuses da mitologia grega Atena e Apolo e significam participação, fraternidade, igualdade, cooperação, jogo limpo e valor humano.

Pequim 2008

Os mascotes chineses Beibei, Nini, Huanhuan, Jingjing, Yingying.

Nas Olimpíadas de Pequim, os organizadores não se contentaram com apenas um ou dois mascotes e escolheram logo um grupo deles. Beibei, Jinjing, Huanhuan, Yingying e Nini formavam o grupo de mascotes chamados Fuwa, que inglês significa The Friendlies (Os Amistosos). Os nomes surgiram a partir de cada sílaba da frase “Běijīng huānyíng ni” (Pequim da-vos boas vindas). Cada mascote representa uma cor dos anéis olímpicos e os cinco elementos chineses (metal, madeira, água, fogo e terra). Além disso, cada mascote é um animal diferente, significa um continente e tem personalidades própria.

Beibei – Europa – Peixe – Generosidade e pureza

Jingjing – África – Panda – Honestidade e otimismo

Huanhuan – América – Chama Olímpica – Entusiasmo

Yinging – Ásia – Antílope tibetano  - Vivacidade e astúcia

Nini – Oceania – Andorinha – Inocência

Londres 2012

 

Mascotes ingleses Wenlock e Mandeville.

Os mascotes Wenlock e Manderville serão utilizados nas Olimpíadas de 2012. Ao contrário da grande maioria dos mascotes, não são animais típicos do páis sede e sim duas gotas de aço, que representam as estrutura do Estádio Olímpico de Londres. Aparentemente eles são apenas isso, mas ambos carregam várias coisas representativas.

O primeiro, Wenlock, teve seu nome batizado graças a cidade de Much Wenlock na Inglaterra, que em 1850 realizou os primeiros jogos internacionais do Reino Unido. O mascote tem 5 pulseiras coloridas, representando cada um dos anéis olímpicos, que representa cada continente do mundo. A sua cabeça é no formato da cobertura do Estádio Olímpico de Londres e tem uma luz semelhante ao dos formato dos famosos taxis da cidade.

O segundo mascote, Mandeville, foi batizado devido ao nome do Hospital Stoke Mandeville em Buckinghamshire, que foi a inspiração para os primeiros jogos paraolímpicos. No topo da cabeça do mascote estão as três cores da Paraolimpíada, além da luz no formato dos taxis de Londres.

Veja o vídeo de apresentação dos mascotes:

 
Data Time Soluções em Informática